Sangramento na gravidez

Sangramento gravidez

O sangramento (ou manchas de sangue) durante a gravidez é bastante frequente e é que geralmente quase todas as mulheres sofrem nalgum momento uma leve hemorragia.

Esta pequena hemorragia pode dever-se a muitos motivos e não sempre é perigoso já que pode produzir-se ao implantar-se o embrião ao útero ou por mudanças no colo uterino, mas em todo caso é importante observar o tipo de sangramento e acudir ao médico porque pode ser sinal ou sintoma de aborto ou outras possíveis complicações como placenta prévia, parto prematuro, etc.

Em qualquer caso o mais sensato quando houver sangramento é acudir ao médico.

Sangramentos no primeiro trimestre de gravidez

É bastante frequente sofrer um leve sangramento no primeiro trimestre de gravidez por diversos motivos:

  • Sangramento por implantação do embrião no revestimento do útero. Costuma acontecer aos 10-14 días da fertilização.
  • Sangramento por mudança no colo do útero.
  • Sangramento por aborto espontâneo, que vai acompanhado por fortes dores e tecido expedido pela vagina.
  • Sangramento por gravidez molar.

Os sangramentos pouco abundantes durante as primeiras semanas de gravidez podem resultar bastante alarmantes para qualquer grávida, ainda que não costuma ser nada sério já que habituam relacionar-se com a implantação do óvulo.

Em qualquer caso é preciso acudir ao médico para descartar outras complicações, como um aborto.

Mas apenas te deves preocupar quando manchares durante mais de dois dias e sobretudo quando os sangramentos estão acompanhados de coágulos ou dores na espalda ou adbómen, porque poderia tratar-se de aborto.

Se se produzir esta situação acude ao teu médico ginecólogo imediatamente, não o atrases! O mais habitual é que te realize uma ecografia para ver como está teu bebé.

Se se tratar de um aborto, recorda que a maioria das mulheres voltam a ter uma gravidez normal com posterioridade, e é que um de cada quatro gravidezes termina em abortos precoces, por diversas causas, entre elas anomalias cromossómicas no óvulo fecundado.

Sangramentos no segundo e terço trimestre de gravidez

  • Problemas cervicais: Uma infecção, inflamação ou massas no colo uterino podem causar sangramento vaginal. Nalgumas mulheres, o sangramento leve é sinal de insuficiência cervical, também conhecido como colo uterino incompetente; nesse caso o colo abre-se inesperadamente. Isto pode dar como resultado o parto e nascimento prematuros. A insuficiência ou incompetência cervical é mais comum entre as 18 e 23 semanas de gravidez. Deve tratar-se imediatamente.
  • Parto prematuro: O sangramento leve pode ser um sinal de parto prematuro e apresenta os seguintes sintomas:
  • Contracções que fazem que sua barriga se endureça muito cada 10 minutos ou com mais frequência
  • Mudança na cor de seu fluxo vaginal, ou sangramento da vagina
  • A sensação de que seu bebé está empurrando para abaixo. Este fenómeno chama-se pressão pélvica.
  • Dor débil na parte baixa das costas
  • Cólicas como se tiver menstruação
  • Dor de barriga com ou sem diarreia
  • Aborto espontâneo: O aborto espontáneo acontece habitualmente durante o primeiro trimestre, mas pode acontecer em qualquer momento antes das 20 semanas de gravidez.
  • Placenta prévia: O sangramento profuso no final da gravidez pode ser um sinal de placenta prévia, se sangrar em grandes quantidades. A placenta prévia consiste numa placenta que está aderida demasiado baixa no útero. Cobre parcial ou totalmente a via do parto. É uma afecção grave. O sinal principal é o sangramento vaginal indolor, de cor vermelha brilhante. É possível que o sangramento pare sem tratamiento, mas voltará uns días ou semanas mais tarde.
  • Desprendimento da placenta: Consiste em que a placenta se desprende da parede do útero antes do parto. Isto causa sangramento no útero. Também habitua estar acompanhado de dor abdominal. Normalmente acontece nas últimas 12 semanas de gravidez.
  • Ruptura uterina: Nas mulheres que tiveram cesariana, um rasgamento na cicatriz do útero pode causar sangramento. Essa abertura é muito perigosa e raramente frequente. A grávida sentirá dor intensa e incômodos no abdômen.
  • Sinal de parto normal: O “indício de sangue” é normal ao final mesmo da gravidez. Se tiver um fluxo espesso cor rosa ou com um pouco de sangue 1 ou 2 semanas antes da data prevista de parto, é provável que o corpo esteja dando o primeiro passo na preparaçao para o parto.

Escrito por Colum

Technorati Tags: , ,

Outros post relacionados

Sê o primeiro em comentar!!

Tu email nunca se publicara. Campos obligatorios *

*
*

Switch to our mobile site